Automação Industrial e Controle de Processos


Automação Industrial e Controle de Processos


• Planejamento e Controle da Produção


Este sistema tem por objetivo programar e controlar a produção. Desenvolvemos versões deste sistema para empresas do setor metalúrgico, embalagens, alimentício, móveis e cerâmico de revestimento.


Programação: O ponto de partida está na definição das fichas técnicas que caracterizam os produtos e na definição dos processos produtivos que os envolvem. Através das ordens de produção, o Sistema faz a programação de toda matéria-prima, produto intermediário, carga-máquina, simulação de custo, etc., necessários a sua produção.


Controle: Somando-se as requisições de materiais do estoque e a variação do estoque intermediário, calcula-se o consumo real de materiais gastos na realização das Ordens de Produção. Juntando-se a estas informações os apontamentos de produtos produzidos, temos o fechamento do processo.


O Sistema ainda:

» Mantêm controle sobre as versões das fichas técnicas;

» Acompanha da evolução dos custos das fichas técnicas;


Relatórios emitidos:

» Fichas Técnicas;

» Ordens de Produção;

» Necessidade de materiais;

» Requisição de compras;

» Discrepâncias entre planejado e produzido (Quantidades e Valores);

» Estoques de materiais intermediários;


Integração:

» Sistema de Produção: Apontamento real da produção;

» Estoque de Materiais: Gerar requisição ou reserva de materiais e valor dos materiais;

» Compras: Gerar requisição de compras;


• Produção


Este sistema tem por objetivo apontar a produção. Desenvolvemos versões deste sistema para empresas do setor metalúrgico, embalagens, alimentício, móveis e cerâmico.


O apontamento pode ser manual ou automático. Manual através da digitação de seus valores e o automático através de coletores e registradores de dados interligados ao sistema por intermédio de CLPs (Controlador Lógico Programável). O registro da produção envolve os itens: Produto, Quantidade, Qualidade, Lote, etc.;


O sistema permite ainda:

» Apontar defeitos de produção (Controle de Qualidade);

» Registrar paradas de equipamentos (programadas ou não);

» Estabelecer metas de produção e qualidade;

» Programação da produção;

» Escala de folgas de turmas

» Identificação de produtos por código de barras;


Relatórios emitidos:

» Dados on-line dos coletores (Tabelas e Gráficos);

» Comparativos dos dados coletados versus a meta esperada e versus a entrada no estoque;

» Projeções da produção mensal em função da produção acumulada no mês;

» Controle estatístico de todo o processo;

» Defeitos apurados;

» Paradas de equipamentos;

» Perdas nas fases do processo produtivo;


« Voltar


Copyright © 2009 - ECOSIS - Todos os direitos reservados.